5 dicas simples para aumentar a sua autoconfiança

Diz o dicionário qualquer da internet:

au·to·con·fi·an·ça

(auto- + confiança)

substantivo feminino

Confiança que uma pessoa tem em si mesma.

Já sobre a palavra confiança:

confiança

s.f.

derivação do latim confidare/confidere, que tem origem em co(n) (junto) + fides (fé, lealdade)

  1. crença na probidade moral, na sinceridade afetiva, nas qualidades profissionais etc., de outrem, que torna incompatível imaginar um deslize, uma traição, uma demonstração de incompetência de sua parte; crédito, fé
  2. crença de que algo não falhará, é bem-feito ou forte o suficiente para cumprir sua função
  3. força interior; segurança, firmeza
  4. crença ou certeza de que suas expectativas serão concretizadas; esperança, otimismo
  5. sentimento de respeito, concórdia, segurança mútua
  6. comportamento não facultado a alguém de posição considerada inferior, ou sem intimidade suficiente para assim se comportar; atrevimento, insolência.

Autoconfiança portanto, nada mais é do que o julgamento de valor que colocamos em nos mesmos. Muitas vezes a autoconfiança é confundida com arrogância, sendo que a diferença básica e prática entre uma e outra é que a pessoa autoconfiante compartilha aquilo que lhe é positivo enquanto o arrogante usa as mesmas características para se destacar dos demais, sem se importar com o bem estar comum, apenas para satisfazer as vontades do seu ego – um resquício evolutivo da nossa própria natureza.

A autoconfiança é extremante importante para alcançar aquilo que se deseja, pois muitas vezes ela é o impulso intrínseco que nos empurrará para frente quando o caminho se mostrar tortuoso ou perigoso além do que se tinha pensado. Seja numa entrevista de emprego ou em uma situação difícil, uma autoconfiança alta pode ser a diferença entre ter ou não ter aquilo que se deseja!

A falta de autoconfiança nos leva a questionarmos o nos mesmos, o nosso poder de realização, as nossas habilidades, nossos valores morais e até o nosso próprio valor e papel como indivíduos na sociedade. É obvio dizer que os desdobramentos desse tipo de conversa interna podem levar a tristeza profunda, depressão e demais mazelas psicológicas que podem levar a mais consequências negativas físicas.

Já uma elevada autoestima pode fazer com que o individuo se sinta o super-homem, sobre valorizando a si mesmo e as suas habilidades podendo assumir responsabilidades que não são compatíveis com o seu real poder realização. É engraçado que uma autoestima muita alta, irreal, pode levar o individuo a ter um choque de realidade quando as suas habilidades hipotéticas não tiverem o retorno esperado e ele se ver decepcionado consigo mesmo. Essa decepção pode levar a uma abrupta queda de autoestima.

Para evitar esse possível carrossel de emoções danosas a nossa própria imagem é necessário manter um equilíbrio saudável e real sobre a nossa autoestima. Segundo Stefan Pylarinos do Lifehack aqui estão alguns passos simples para aumentar a sua autoestima e mantê-la em equilíbrio:

CONHECE A TI MESMO

 “Conhece-te a ti mesmo”

Aforismo grego atribuído a Thales de Mileto, Sócrates, Heráclito ou Pitágoras.

O famoso aforismo grego “conhece-te a ti mesmo” revela à tempos a importância do autoconhecimento e ele é o primeiro e mais importante passo para recuperar a sua confiança.

Comece por determinar quais são as suas habilidades, talentos e pericias. Seja justo consigo mesmo, tente encontrar evidencias concretas destes itens que permitam com que você meça o seu nível em cada um deles.

Se você acha que não possui habilidades ou talentos de destaque, há duas coisas que você pode fazer para evitar sentimentos de fraqueza ou de fracasso: você pode trabalhar em suas fraquezas para que elas se tornem uma vantagem ou você pode se concentrar em desenvolver ainda mais os seus pontos fortes.

ESQUEÇA AS CAGADAS DO PASSADO

Se você ler as biografias de pessoas bem sucedidas, você vai perceber que muitos deles falharam miseravelmente em mais de um ponto em suas vidas, mas, através da perseverança e buscando novas oportunidades, encontraram o sucesso na vida.

Se você teve uma séries de falhas e fracassos no passado, certifique-se de que você aprendeu tudo o que podia com cada uma delas e que você cometerá novas erros e não os mesmos. A partir daí, você pode se tornar uma pessoa melhor e ter confiança para tentar algo novamente ou se aventurar em novas oportunidades.

VISTA-SE BEM

Você já se perguntou porque todo mundo do mundo corporativo tem a obrigação de se vestir impecavelmente formal? Ou mesmo porque os médicos vestem jalecos branquíssimos dentro e fora do hospital? As vestimentas tem um efeito psicológico positivo neles.

Se você sente falta de confiança em si mesmo, mudar a maneira de se vestir pode ter um resultado muito poderoso no seu dia.

MUDE O SEU AMBIENTE

Você já se perguntou porque as pessoas que cresceram com pais de apoio provavelmente possam ter uma vida de sucesso? O ambiente desempenha um papel crucial na mudança de mentalidade e consequentemente, na sua confiança em geral. Se você está vivendo em um ambiente pesado com pessoas tóxicas, você pode facilmente se sentir puxado para baixo, para a lama dos derrotados.

Se isso for familiar para você, você deve mudar o seu ambiente.

Se você tem amigos ou familiares ou quem quer se seja que questione o seus sonhos e planos, troque-os por pessoas que o engradeçam e o encorajam a seguir em frente, rumo as suas conquistas.

VIVA UMA VIDA SAUDÁVEL

Não é segredo para ninguém, viver uma vida saudável é um dos caminhos para viver uma boa vida. Dieta e exercícios físicos são uma boa opção para aumentar e consolidar a sua autoconfiança.

Se você não tem o habito de se exercitar ou de comer regradamente, você terá que dar pequenos passos. Talvez focando nesse ponto duas ou três vezes por semana até começar a mudar o seu estilo de vida.

Uma vez que você alcançou uma vida mais saudável, você será surpreendido com o tamanho da sua autoconfiança. Além das endorfinas que fazem você feliz, viver uma vida saudável fará com que você esteja apto a viver novas e extasiantes situações.

Conclusão

Se você acha que a sua autoconfiança é baixa para realizar coisas diferentes na vida, nem sempre isso é um caso perdido! Com estes simples passos, você facilmente descobrirá uma força enorme em si mesmo. E a sua autoconfiança reside nessa força.

Formado e pós graduado em marketing, trabalhou na área até cansar de viver uma vida de bosta sem sentido algum e decidir largar tudo pelo seu sonho de ajudar as outras pessoas a terem uma vida tesuda através do autoconhecimento e ação. Além disso, gosta de negócios, esportes, cerveja, charutos e todo o tipo de coisa nerd. É co-fundador do Geração de Emprego e é headhunter profissional e por vocação.

Deixe uma resposta